BH Nostalgia


sexta-feira, 11 de janeiro de 2013












Barro Preto

A imagem mostra trecho do bairro que nasceu da ocupação dos trabalhadores que ajudaram na construção da cidade. Antigo reduto de gente simples, humilde e batalhadora que tentava melhorar de vida na Capital, o bairro nasceu da força operária. Conforme se vê na imagem, ainda não haviam edifícios na região e curiosamente não se vê nenhum automóvel nas ruas, apenas bondes e carros de boi.
Vemos em primeiro plano a esquina da Avenida do Contorno com Avenida Bias Fortes e em seguida o cruzamento desta com Rua Araguari, onde se encontra o mesmo prédio hoje ocupado pela Cooperativa dos Catadores de Papel da Região Metropolitana. Um pouco mais acima, na esquina desta mesma via com Rua Tupis vê-se a padaria A Nova Capital, ainda existente no mesmo local. Acima, à esquerda, parte da Praça Raul Soares e a antiga fábrica Massas Alimentícias Aymoré, na esquina da Rua Tupis com Avenida Olegário Maciel, local hoje ocupado pelo prédio da Igreja Universal.
Agradecimentos a Alex e Guilherme pelos esclarecimentos.
Foto da década de 1940. Fonte: Museu Histórico Abílio Barreto


5 comentários:

ratoramas disse...

Fantástica essa foto!!!!!!
Alex (BH antiga)

.Elias disse...

Oi, Alex!
Obrigado pela visita!
Arriscaria dizer que trecho do bairro aparece na foto?

ratoramas disse...

kkkkkk!!!! Elias acredito esse pedaço q está o bonde é a Bias Fortes esquina com Contorno, onde está o bonde hoje elevado Castelo branco!!!!!e essa construção bem na esquina ainda existe!!!!!!!!!!

ratoramas disse...

Opá a rua do bonde é ARAQUARI a outra Bias Fortes!!!!rsrsrsrs

Guilherme disse...

É isto mesmo. A primeira construção à esquerda existe até hoje. Localiza-se na confluência das avs. do Contorno,Bias Fortes e rua Araguari. Salvo engano atualmente funciona um comércio de compra de material reciclado. O bonde está saindo da rua Araguari e atravessando a av. Bias Fortes. atual elevado Castelo Branco.